Um cálculo aproximado do Valor do Trabalho

(portugues.llco.org)

fivedollarbill

Tentaremos calcular o valor do trabalho abstrato mediano socialmente necessário (preço médio que alguém pagaria pela quantidade mínima de trabalho desempenhada por trabalhador para cumprir uma tarefa com eficiência mediana). Este cálculo nos dará uma ideia do quanto produzem as pessoas e quem realmente é explorado.

Como quase toda a economia do Mundo está integrada numa estrutura imperialista gigante, podemos usar a Teoria do Valor-Trabalho do companheiro Marx para medir o preço do trabalho. Ele apontou que o trabalho é a substância do valor. Disse que a quantidade de horas de trabalho abstrato mediano socialmente necessário para produzir uma mercadoria – em outras palavras, o trabalho de rendimento mediano para esse tipo de trabalho, sob certas condições – representa seu valor. Então uma hora de trabalho desempenhada na costura de roupas pode ser convertida num valor justo por uma hora de montagem de máquinas de lavar (se em ambos os casos o trabalho é de rendimento mediano).

Em 2002 o Produto Interno Bruto (PIB) nominal do Mundo inteiro foi de 31,9 trilhões de dólares amerikkkanos. (1) Esta cifra representa tudo o que se produziu no mundo, inclusive serviços (que en geral são sobrevalorizados), em um período de um ano. A população é de aproximadamente 6,4 bilhões. Suponhamos que 2/3 dessas pessoas trabalham em tempo integral para 2000 horas por ano, como é típico nos E$tragos Unidos. Então o valor do trabalho mediano é de U$7.500,00 por ano, ou U$3,75 por hora (lembre que o cálculo foi feito em 2005 com dados de 2002, o que aumentaria o valor da hora de trabalho porque em 2005 o Mundo tinha mais pessoas).

Em outros textos eu vi cálculos da ONU que indicam que o PIB nominal do Mundo em 2005 é aproximadamente 36 trilhões de dólares. Segundo essa cifra, o valor do trabalho seria aproximadamente U$8.400,00 por ano, ou U$4,20 por hora.

O que isso significa? O salário mínimo nos E$tragos Unidos é de U$5,15 por hora, e ainda maior em alguns estados e cidades. Se o trabalho mediano global vale U$4,20, mesmo os que ganham salários mínimos lá recebem pagamentos que superam a média global em 23%, aproximadamente. O salário mediano nos E$tragos Unidos está perto de U$18 por hora, ou quase 4 vezes o valor global do trabalho.

Esse exercício mostra que é pouco provável que qualquer um que trabalhe legalmente nos E$tragos Unidos seja explorado. Ao contrário, os trabalhadores norteamerikkkanos recebem superlucros roubados do Terceiro Mundo pelos imperialistas e então se beneficiam da exploração imperialista. Na mesma posição está a maioria dos países da Europa Ocidental, cujo salário mínimo é em geral superior àquele dos  E$tragos Unidos.

Para rebater essa afirmação, seria necessário provar que os trabalhadores norteamerikkkanos produzem mais que a média. Na realidade, é provável que produzam *menos* que a média mundial, já que no Terceiro Mundo se trabalha geralmente com uma intensidade muito superior.

Mas existe, sim, exploração nos E$tragos Unidos. Os operários chineses empregados ilegalmente nas miseráveis oficinas da indústria pra confecção em troca de U$1,50 por hora e os trabalhadores mexicanos do campo empregados ilegalmente por salários como esse são, sim, explorados. É possível que certos prisioneiros sejam explorados também, mesmo que nesses casos os cálculos sejam um pouco mais difíceis. E talvez existam alguns outros miseráveis isolados cujo rendimento fica abaixo tanto o mediano que podem ser considerados explorados.

Mesmo assim, é claro que a grande maioria dos norteamerikkkanos não é explorada; na verdade é exploradora.

Notas:
1. http://hdr.undp.org/statistics/data/indic/indic_121_1_1.html.

(Publicado originalmente em 30 de Junho de 2005)
Escrito pela companheira “Servir ao Povo”
Traduzido para o Português por Rivaldo Cardoso Melo

Deixe um comentário